Share:

Nota de Mercado Abril

Jadson Andrade • 5/29/2020
São Paulo registra bons resultados, com queda na vacância. Faria Lima tem terceiro aumento consecutivo nos valores de aluguel

Nota de Mercado Abril

Office

Mesmo em meio a um cenário adverso, o mercado de escritórios de alto padrão (classe A e A+) de São Paulo segue registrando bons resultados. Em consequência da absorção líquida positiva (12.7 mil m²), a taxa de vacância foi pressionada para baixo, chegando a 16,8% (-0,1p.p. MoM). A queda do indicador seria ainda maior caso não ocorresse a entrega de 11.9 mil m² do edifício Seculum II, na região da Faria Lima, que oferece disponibilidade no segmento.

Outro ponto favorável está nos preços pedidos, que aumentaram em R$ 2,07, saindo de R$ 86,7 para R$ 88,7. A região da Faria Lima chama a atenção, registrando terceiro aumento consecutivo e chegando a R$ 161,8 (+R$7,4 MoM), o maior valor desde 2014.

“A estimativa é que a região da Faria Lima registre crescimento no aluguel nos próximos meses, pois há uma escassez de oferta. Somente 11% da área total nessa região está disponível, percentual que deve cair ainda mais no curto prazo, levando em consideração os contratos de locação já concretizados”, destaca Jadson Mendes, Head de Pesquisas e Inteligência de Mercado da América do Sul.

Rio de Janeiro tem ocupações importantes em abril e fecha mês com absorção líquida positiva

O mercado de alto padrão no Rio de Janeiro encerrou o mês de abril com uma absorção líquida positiva de 2,3 mil m² devido a ocupações em edifícios como City Tower, BVEP Nigri Plaza e ainda 3,2 mil m² da Sinaf no edifício Glória 122. Em contrapartida, foram registradas algumas saídas em edifícios localizados na região Central, como a Chevron Corporation Home – Human Energy no Visconde de Inhaúma Corporate, entre outras no City Tower, Linneo de Paula Machado e Ventura Corporate Towers – Torre Leste.

No mês, foi registrada taxa de vacância de 33,87%, decréscimo de 0,15 p.p. na comparação com o mês anterior e 6,98 p.p. em relação ao mesmo período de 2019. “É possível afirmar que o mercado do Rio de Janeiro segue em recuperação. Entretanto, não foram registradas novas entregas e o preço pedido subiu, atingindo R$ 94,76 por m², devido as recentes saídas em edifícios com preços mais elevados”, pontua AndradeMendes.

Industrial

Mercados logísticos de Campinas e Grande ABC são únicos a registrarem absorção líquida positiva

O mercado logístico de São Paulo para as classes A e A + apresentou, pela segunda vez no ano, resultados de desaceleração. Em abril, o estado não recebeu novo estoque e registrou absorção líquida negativa de -31 mil m², concentrada principalmente em Guarulhos e Jundiaí, com -18,8 mil m² e -13,7 mil m², respectivamente. As únicas regiões com absorção líquida positiva foram Grande ABC (14,7 mil m²) e Campinas (3,4 mil m²).

Desse modo, com as saídas na maioria das regiões de São Paulo, a taxa de vacância continuou subindo este mês e alcançou 18,66%, um aumento de 0,3 p.p. se comparado ao mês anterior. A vacância não era tão alta desde junho do ano passado. Com isso, o preço pedido caiu 0,1% e encerrou o período em R$ 18,76/m².

Rio de Janeiro continua apresentando resultados positivos

Pelo terceiro mês consecutivo, o mercado logístico do Rio de Janeiro para as classes A e A + registrou uma absorção líquida positiva. No entanto, o resultado foi tímido em seus patamares, pois apresentou apenas 109 m² de absorção líquida.

Como ainda não foram registradas entregas na cidade e considerando a pequena absorção líquida positiva, a taxa de vacância permaneceu estável em 22,73%. O preço médio pedido, por sua vez, teve uma leve queda e fechou o mês em R$20,50/m².

Featured Insights

futuro escritorio
Article • Office

Reposicionamento dos escritórios

As transformações impostas ao ambiente de trabalho vieram para ficar. As corporações mostraram enorme resiliência ao rapidamente se adaptarem ao trabalho remoto e depois ao lento retorno de parte de seu pessoal aos escritórios. Agora estamos entendendo o reposicionamento dos escritórios e o futuro dos empreendimentos imobiliários.
Jadson Andrade • 3/10/2021
Sao Paulo Skyline
MarketBeat • Insights

Brazil MarketBeats

Cushman & Wakefield MarketBeat reports analyze quarterly economic and commercial real estate activity including supply, demand and pricing trends at the market and submarket levels.
Jadson Andrade • 1/19/2021
nota-de-mercado-card
News • Economy

Market Note October

São Paulo’s CBD regions, classes A and A+ office market registered an increase on its vacancy rate and reached 19.8% (+ 0.3 p.p), mainly due to some departures and the new completion of 11.5 thousand sq.m in Paulista´s region, which registered an increase of 4.3 p.p. in the vacancy rate and closed at 11.8%. In addition, Chucri Zaidan region presented the highest net absorption of the period (3.1 thousand sq.m) and the largest drop in the vacancy rate, reaching 20.5% (-0.5 p.p.).

Jadson Andrade • 11/26/2020

CAN'T FIND WHAT YOU'RE LOOKING FOR?

Get in touch with one of our professionals.