Share:

Como manter a segurança digital em alta em tempos de home office

Edson Sivieri • 7/27/2020
Com a propagação do novo coronavírus (COVID-19), trabalhadores do mundo inteiro se adaptaram ao home office para cumprir as recomendações de distanciamento social. A ação é uma das medidas tomadas para reduzir a circulação de pessoas e só se tornou possível com os avanços tecnológicos dos últimos anos, que permitem que trabalhadores realizem as atividades à distância.

seguranca cibernetica no home office

Os perigos não são só ao trabalhar em casa, empresas que adotam o armazenamento em nuvem também correm perigo. Edson Sivieri, Diretor de TI para a América do Sul destaca alguns cuidados especiais que devem ser tomados para se proteger de ameaças cibernéticas e manter os equipamentos corporativos e informações sigilosas em segurança.

Cuidados com aplicativos 

– Analise a real necessidade de baixar o aplicativo. Em caso positivo, pergunte para a equipe de TI se há uma solução ou aplicativo que atenda a sua necessidade.

– Opte pelos aplicativos mais conhecidos e com maior número de avaliações. Um aplicativo com poucas avaliações requer maior cuidado.

– Pesquise sobre o aplicativo e a empresa desenvolvedora antes de baixar. Busque informações sobre roubo de informações, reclamações e segurança. “É importante buscar informações sobre o aplicativo de fontes seguras. Desconsidere pop-ups que surgem em sua tela dizendo “instale este aplicativo para limpar seu PC (ou celular)”. O app até pode limpar seu equipamento, mas as chances de roubar dados pessoas é considerável. Não confie que, por um aplicativo ser usado por amigos ou até recomendado por eles, ele é seguro”, ressalta Sivieri.

– Confira se o fabricante possui outros aplicativos na Play Store/Apple Store. Sinal de alerta se o desenvolvedor possui apenas um aplicativo registrado.

– Aplicativos seguros são atualizados com frequência. A medida visa otimizar os serviços oferecidos pelo aplicativo, corrigir possíveis falhas e fragilidades do sistema. Um aplicativo que não é atualizado há algum tempo pode apresentar falhas de segurança.

– Atenção especial para as permissões solicitadas pelo aplicativo. Se é um aplicativo para leitura de livros digitais, não há a necessidade do aplicativo solicitar o controle de chamadas, acesso a câmera e fotos. O mesmo cuidado vale para baixar jogos em celulares corporativos.

Recomendações para notebook

– Pode parecer uma dica simples, mas a utilização de senha pode proteger o seu computador de uma série de riscos, como por exemplo, alguém mal intencionado se passar por você para conseguir alguma informação.

– A autenticação de senha em duas etapas adiciona uma camada extra de segurança à sua conta, reduzindo o risco de que suas contas online, como redes sociais e serviços bancários sejam atacados por hackers.

– Os computadores corporativos costumam ter antivírus e outras aplicativos para garantir a segurança digital dos funcionários. Embora os antivírus não sejam garantia absoluta contra as ameaças digitais, pelo menos eles podem impedir grande parte ou avisá-lo sobre a presença de uma atividade estranha. Se você armazenar localmente muitas informações sensíveis e/ou confidenciais, considere solicitar a ajuda da equipe de TI da sua empresa para ter um sistema de segurança mais sofisticado.

– Caso a sua empresa não possua um sistema de backup, verifique qual solução eles oferecem para o armazenamento de arquivos e documentos. Se ocorrer algum problema com o seu computador, o backup terá o regsitro atualizado do seu computador, incluindo todos os aplicativos e arquivos, evitando a perda de informações importantes.

– Os gerenciadores de senhas trazem recursos que facilitam a organização. As funções variam dependendo do aplicativo, mas praticamente todos possuem geradores de senhas, criptografam os dados com um algoritmo forte e têm opção para salvar os dados na nuvem. Sivieri ressalta alguns procedimentos de segurança básicos “não anote senhas em post-it, cadernetas ou papéis. Use a tecnologia a seu favor. Keypass e outros softwares podem ser utilizados para isto. Em alguns celulares inclusive já há áreas de pastas seguras e Keylockers que podem ser utilizados”

– Ao utilizar o computador para fazer uma compra online, é recomendado utilizar o cartão de crédito virtual. O diferencial do cartão virtual para o cartão físico é a sua numeração temporária de identificação e do código de segurança. Ao gerá-lo, o usuário tem uma janela de tempo específica para utilizá-lo, o que aumenta sua segurança contra golpes em ambientes online. Após expirar, o cartão virtual não poderá ser usado novamente e, caso o usuário queira realizar uma nova compra online por meio do serviço, deverá solicitar um novo cartão virtual. Vale destacar que o serviço não substitui a versão física e só pode ser usado para efetuar pagamentos online.

– É importante atualizar todos os equipamentos e programas para garantir os pacotes mais recentes de segurança. Soluções como o Windows Update (aplicativo que gerencia atualizações) realizam o download e a instalação das atualizações itens disponíveis. Atualize também o navegador e o Office, que costuma sempre ter muitos updates pendentes. “Muitos dos prejuízos causados por ataques e vírus poderiam ser evitados com cuidados mínimos”, pontua Sivieri.

– Reporte qualquer fato ou movimentação suspeita. Para as equipes de TI, é preferível que os funcionários reportem um falso positivo do que esperem até que algo “suspeito” se transforme em uma grande ameaça. Entre eles, links e arquivos de origem desconhecida enviados a um grande número de funcionários.

Pandemia é uma época propícia a ataques

Do mesmo modo que lavar as mãos, fazer o distanciamento social e usar e máscara ajudam a conter a propagação do novo coronavírus, algumas medidas precisam ser adotadas para evitar ataques cibernéticos durante o trabalho remoto. Esses ataques têm crescido durante a pandemia. Segundo o levantamento da empresa de segurança cibernética Kaspersky, o número de ataques via acessos remotos aumentou 330% no País entre fevereiro e abril.

O aumento nos índices de ransomware mostram que o golpe digital está se tornando cada vez mais lucrativa e eficaz. E ao lado de tentativas de phishing envolvendo a venda ou a doação de álcool em gel durante a pandemia, os hackers já perceberam que os ataques a redes corporativas,  podem ser muito mais eficazes e destruidores do que aqueles voltados aos usuários comuns.

Sivieri destaca que os trabalhadores devem se atentar à finalidade do equipamento corporativo e as políticas de uso de equipamento de cada empresa. É importante se atentar à política de segurança corporativa de cada empresa, que cede equipamentos e recursos para que seus funcionários realizem com qualidade as suas funções. O uso destes recursos fora dos princípios admitidos e orientados pela companhia pode configurar violação da conduta do funcionário, sendo passível de penalização administrativa ou até ressarcimento por parte do funcionário dependendo da situação”.

Insights Apresentados

Sao Paulo Skyline
MarketBeat • Insights

MarketBeat Brasil

Os relatórios MarketBeat da Cushman & Wakefield analisam a atividade imobiliária econômica e comercial do trimestre, incluindo as tendências de oferta, demanda e preços nos níveis de mercado e submercado.
Jadson Andrade • 2/4/2020
nota-de-mercado-card
Artigo • Economy

Nota de Mercado Setembro

O mercado CBD das classes A e A+ de São Paulo, após dois meses de quedas consecutivas na vacância, registrou um aumento de 0,4 p.p., fechando em 19,5%. O mercado CBD de classes A e A+ do Rio de Janeiro seguiu apresentando resultados positivos, com uma absorção líquida de 3.427 m², totalizando assim 10.594 m² até outubro.
Jadson Andrade • 10/27/2020