Share:

Desafios e tendências da retomada ao espaço de trabalho

MARIANA COIANAGUI • 8/18/2020
Mariana Coianagui, Head de Procurement, explica o conceito Mão no Pulso das Operações, criado pelo departamento de Compras para fortalecer o trabalho das equipes alocadas nos clientes.

como o setor de compras esta auxiliando os clientes

Nenhuma crise é pré-anunciada. Ela vem de surpresa. A faísca de um potencial desastre pode vir de dentro ou fora das companhias, como é o caso da pandemia do COVID-19. É nesse momento que a atuação de um comitê de crise é fundamental para coordenar e direcionar as ações da corporação frente a este novo cenário. 

A Cushman & Wakefield possui um Comitê de Gestão de Crises formado por um grupo da alta liderança de todas as áreas da empresa para discutir os possíveis problemas decorrentes do cenário de uma crise. Cada liderança traz a sua experiência (tecnologia, cadeia de suprimentos, jurídico, comunicação, operação, etc.) que somada aos protocolos e diretrizes de organizações referências, fornecem embasamento técnico para a elaboração de procedimentos e planos de ações para solucionar os problemas. 

No início deste ano, ao identificar o potencial de risco do COVID-19, o Comitê de Crise da Cushman & Wakefield rapidamente selecionou pessoas chave para compor o Comitê de Retomada e discutiu possíveis planos de contingência para a gestão da crise do Coronavírus. Durante os encontros semanais do comitê são analisadas possíveis situações de risco que possam afetar a empresa bem com stakeholders, colaboradores, clientes, fornecedores e sociedade. Neste cenário, o grupo atua proativamente no gerenciamento dos impactos da COVID-19 e seus desdobramentos, minimizando os efeitos da crise e mitigando possíveis riscos.

Conceito Mão no Pulso das Operações

Para fortalecer o trabalho das equipes alocadas nos clientes, o departamento de Compras criou o conceito Mão no Pulso das Operações, no qual a equipe atua em parceria com as Operações para checar o abastecimento dos insumos fundamentais, as empresas parceiras, assim como as contingências das categorias mais críticas. Para Mariana Coianagui, Head de Procurement para a América do Sul, o conceito reforça a importância do trabalho em conjunto, um dos valores que direcionam as ações da companhia” Mais do que estar próximo da Operação, essa nova atuação em conjunto reforça o nosso comprometimento em apoiar os colaboradores que mesmo em situações complexas como essa, se dedicam arduamente para manter o funcionamento dos ativos que gerenciamos. Essa ação foi fundamental para que todos entendam que não estão sozinhos, e que podem contar com as áreas de Compras no que for necessário. Sem dúvidas, o comprometimento de todos os lados foi realçado, ficando ainda melhor e a empatia foi primordial nesse processo”.

Estar sempre preparado para um cenário de risco faz parte da rotina do departamento de Compras, que realiza periodicamente simulações de crise, mantendo um plano de contingência preparado para inúmeros cenários.  Embora a simulação de um cenário de pandemia não fizesse parte dos treinamentos realizados pela área de Compras, o fato da equipe realizar simulações de crise e trabalhar como uma força tarefa fez a diferença no enfrentamento do atual cenário. Mariana destaca a importância da comunicação e da preparação psicológica para lidar com situações desafiadoras “eu realizo um trabalho de mentoria com a minha equipe, fazendo uma preparação mental de resiliência, antifragilidade, controle e Inteligência emocional por meio de meditações e outras técnicas. O objetivo da mentoria é manter a equipe preparada para cenários desafiadores. Então quando começou a quarentena, essa preparação teve um impacto bastante positivo, intensificando o comprometimento e o foco da equipe trazendo ainda mais resultados durante esse momento tão delicado.

O valor agregado de uma parceria com a Cushman & Wakefield 

A relação da Cushman & Wakefield com nossos clientes vai além da expectativa da análise de possíveis pontos de saving de budget e relatórios de resultados mensais. O direcionamento de todas as áreas da empresa, de negócios ou backoffice, é trazer novas ideias e soluções para o negócio, seja inovador, tecnológico ou operacional. Mais do que uma relação de parceria, a Cushman & Wakefield entende que é necessário ir além para parte do seu negócio.

Desta maneira, a área de Compras criou o Menu de Soluções COVID-19 by Procurement, que é atualizada constantemente com soluções e serviços como:

– Serviço de Reconhecimento Facial (com e sem máscara facial)

– Câmera de Aferição de Temperatura

– Sistema de Booking de Mesa

– Dedeira para toques em superfície Auto Higienizante

– Esterilizadores de corrimão com efeito fotolítico

Diariamente outras soluções são estudadas pela área de Compras em conjunto com o subgrupo de trabalho COVID-19.

Todas as soluções aqui mencionadas, passaram por um rigoso processo de homologação realizado pelas áreas de Cadastro e Compliance, que fazem uma minuciosa análise reputacional, verificando listas de restrição, sanções e mídia negativa da empresa. O monitorando de due diligence sobre os fornecedores é diário, garantindo assim o alto nível das empresas homologadas.

Após a aprovação do processo de homologação, a área de Compras realiza as negociações de valores e condições comerciais, em conjunto com um comitê multidisciplinar para validações do produto ou serviço em relação à parte técnica. Os fornecedores homologados possuem um código promocional Cushman & Wakefied e que está disponível à todos trazendo benefícios como descontos progressivos de escalonamento por volumetria, além da garantia de já ter passado por um rigoroso processo de homologação. Quem tiver interesse no Menu de Soluções By Procurement, pode entrar em contato com a Mariana Coianagui clicando aqui ou através do direct do LinkedIn.