Share:

Mercado brasileiro de logística bateu recorde no último ano

6/22/2021
Um relatório de pesquisa anual preparado pela Cushman & Wakefield Brasil apontou que os resultados extraordinários obtidos em 2020 excederam as previsões mais otimistas quanto a oferta e demanda no setor imobiliário logístico brasileiro.

Galpões Logísticos

O expressivo número de novos contratos e o aquecimento da demanda (absorções líquidas) juntos solidificaram a confiança de investidores e empreendedores, e impactaram a taxa de vacância ao longo do ano passado, que com a queda registrada de 9,7% atingiu seu menor índice histórico registrado desde 2017. Enquanto a alta na taxa de absorção líquida de 1,7 milhões por metro quadrado foi a maior verificada até então.

Esses resultados refletem o crescimento vertiginoso das vendas on-line, bem como sua forte tendência a se tornar a opção primordial dos consumidores nos próximos anos. A expectativa é que essa tendência mantenha uma curva de crescimento estável. Basta observar a mudança de hábitos imposta pela pandemia. Uma grande parcela dos novos usuários que não tiveram outra opção a não ser aderir ao comércio eletrônico no ano passado parece ter incorporado o hábito de vez.

Esse cenário levou o consumidor a valorizar ainda mais a boa experiência, as recompensas e as plataformas e aplicativos de uso fácil pelo usuário. E uma importante parte dessa boa experiência inclui receber os produtos adquiridos com confiança, agilidade e frete acessível, daí o protagonismo do setor logístico não só para o consumidor, mas também para o setor varejista e atacadista. Para que tudo flua bem e o consumidor final tenha a melhor experiência possível, grandes empresas buscam galpões logísticos estratégicos e eficientes como o Jundiaí Industrial Park, da Kinea/Prologis.

Hoje, grande parte das empresas varejistas e atacadistas ocupam parques logísticos próximos a áreas urbanas ou às principais rodovias, para conseguir atender as expectativas dos consumidores com entregas rápidas. Sinal de que essas empresas estão voltadas não apenas para o presente, mas sim, para um futuro bastante positivo. O cenário para o mercado imobiliário logístico é portanto muito promissor.