Share: Share on Facebook Share on Twitter Share on LinkedIn I recommend visiting cushmanwakefield.com to read:%0A%0A {0} %0A%0A {1}

Laje comercial x Laje corporativa: Quais são as principais diferenças

Raquel Miralles • 9/13/2021
Existem diversas opções de empreendimentos no mercado imobiliário que são voltadas para empresas, com tamanhos, benefícios e características distintas. Encontrar o espaço ideal para a sua empresa é uma tarefa que envolve variáveis como localização, tipo de imóvel, documentação, infraestrutura e valor, podendo ser um tanto complexa.

Embora possam parecer similares, existem grandes diferenças entre as lajes corporativas e as lajes comerciais.

laje comercial e laje corporativa

Laje Comercial
 
As lajes comerciais, também conhecidas como “lajes office”, são edifícios que oferecem salas para micro e pequenas empresas, startups, profissionais autônomos - como dentistas, advogados, psicólogos - entre outros. 

O layout desse tipo de laje comporta dezenas de salas em um mesmo andar e, por isso, os ocupantes geralmente são profissionais ou empresas que não precisam de muita infraestrutura ou espaço. No mercado imobiliário é possível encontrar diferentes opções de metragem, mas o mais comum estão entre 30 e 50 m².

Na laje comercial, os reparos de estrutura, quando envolvem sistemas do condomínio, são de responsabilidade do edifício. Por outro lado, é de responsabilidade do locatário arcar com despesas relacionadas à reforma ou alguma mudança que seja considerada alteração da planta da sala.

Laje Corporativa
 
As lajes corporativas, também chamadas de corporate, são espaços amplos e normalmente locados para empresas de médio e grande porte que demandem uma grande infraestrutura. Diferente das lajes comerciais, nas quais é comum encontrar salas com o layout padrão oferecido pelo edifício, as lajes corporativas dão maior flexibilidade ao locatário.

Esse tipo de imóvel recebe avaliações que variam entre quatro classes, da menor para a maior: C, B, B+, A e A+. Essas avaliações seguem padrões de mercado local e global. Assim, quanto maior a classificação da laje, melhor a infraestrutura oferecida pelo edifício e consequentemente, maior o valor do m². É possível encontrar diferentes opções de metragem, para ser um classe A nós consideramos um mínimo de 1.000m² por laje em conjuntos de no mínimo 500m², por exemplo.

Existe uma série de características que as lajes corporativas devem apresentar para atender a demanda das empresas. Confira os itens mais relevantes nas lajes corporativas:

  • Localização, normalmente com proximidade à outros centros corporativos e residências dos trabalhadores
  • Área por andar
  • Vagas de estacionamento e acessibilidade de transporte;
  • Altura do pé direito
  • Gerenciamento predial (automação, sistema de ar condicionado, catracas, elevadores, monitoramento por câmeras, gerador, etc)
  • Certificações sustentáveis como por exemplo LEED ou AQUA
  • Piso elevado

A localização do edifício é realmente um fator que tem influência direta sobre o valor das lajes corporativas. Uma grande parte desse tipo de laje está na região CBD (Central Business District – regiões centrais de escritórios), que englobam regiões como Paulista, Faria Lima, Vila Olímpia, Berrini, Chucri Zaidan e Chácara Santo Antônio, em São Paulo. No Rio de Janeiro é a região do Porto, Orla, Zona Sul e Centro.

Também é interessante destacar que, assim como nas lajes comerciais, os reparos estruturais são de responsabilidade do condomínio - ou do proprietário do edifício- e as reformas de adaptação são de total responsabilidade do locatário.

Insights Apresentados

Data Centers
Artigo • Data Center

Mercado de data centers: oportunidades de investimentos no Brasil

Atualmente o Brasil é o principal mercado de data centers da América Latina. O aumento da demanda tecnológica e o crescimento da computação em nuvem são alguns dos fatores que impulsionam o mercado. A pandemia de COVID-19 também teve forte influência na transformação digital.

Luis Fernando Deak • 9/30/2022
Certificação Linkedin
Artigo • Sustainability

Cushman & Wakefield auxilia LinkedIn a conquistar certificações LEED e FITWEL

Além de realizar todo o gerenciamento do projeto e obra do novo escritório da LinkedIn, a Cushman & Wakefield prestou serviços de consultoria em sustentabilidade para as certificações LEED: sistema de classificação de construções sustentáveis mais amplamente utilizado no mundo e FITWEL, que avalia índices dentro de Categorias de Impacto na Saúde (IRH).


Christian Mina • 9/26/2022
Mercado logístico brasileiro
Artigo • Logístico

Mercado logístico brasileiro

2021 foi mais um ano memorável para o setor de galpões logísticos no Brasil. De forma geral, repetiu-se em 2021 a excelente performance de 2020, consolidando um ciclo de cerca de 4 anos de bons resultados para o setor.
Raquel Miralles • 2/17/2022

NÃO ENCONTROU O QUE PROCURA?

Entre em contato com um de nossos profissionais.

A Cushman & Wakefield utiliza cookies para analisar o tráfego e melhorar a experiência de navegação do usuário neste website. Feche este diálogo para confirmar o seu consentimento, ou visite esta página para saber mais:
Informações Importantes sobre cookies

Mais opções
Concordar e Fechar
These cookies ensure that our website performs as expected,for example website traffic load is balanced across our servers to prevent our website from crashing during particularly high usage.
These cookies allow our website to remember choices you make (such as your user name, language or the region you are in) and provide enhanced features. These cookies do not gather any information about you that could be used for advertising or remember where you have been on the internet.
These cookies allow us to work with our marketing partners to understand which ads or links you have clicked on before arriving on our website or to help us make our advertising more relevant to you.
Agree All
Reject All
SAVE SETTINGS