Share:

Cushman & Wakefield comercializa loja na Avenida Fontes Pereira de Melo

4/29/2021

Localizada em plena zona prime, o espaço totaliza uma área de 282 metros quadrados e beneficia da proximidade de importantes artérias da cidade, como o Marquês de Pombal, a Avenida da Liberdade, a Avenida da República ou o Saldanha, onde se destacam hotéis, escritórios e comércio de rua.

Segundo Sandra Belo, Associate do Departamento de Retalho da Cushman & Wakefield, "esta loja goza de particularidades únicas como sendo a área disponível num só piso e a sua fachada de 12 metros que lhe conferem extrema visibilidade. A Av. Fontes Pereira de Melo, tradicionalmente ocupada por serviços e escritórios, tem vindo a ganhar um papel cada vez mais relevantes para o setor do retalho convencional. São vários os retalhistas que já elegeram esta artéria da cidade para se instalarem, reconhecendo o potencial que a mesma representa, já que faz a ligação entre dois eixos importantes como sendo o Marquês de Pombal e a Praça do Saldanha”.

CONTACTO PARA A IMPRENSA

Filipa Carmo
Filipa Carmo

Associate Director, Head of Marketing & Communications • Lisbon

Press releases recentes

Lisbon aerial view onto retail street
Confinamento no primeiro trimestre impacta investimento em imobiliário comercial em Portugal

A Cushman & Wakefield apresentou hoje os dados mais recentes relativos à atividade de investimento imobiliário comercial em Portugal. O ano de 2021 ficará indubitavelmente marcado pelo forte impacto da pandemia no setor, com uma quebra no volume de investimento no primeiro semestre do ano na ordem dos 69%. 

7/19/2021

Offices Lisbon Lumnia
Cushman & Wakefield selecionada para a comercialização do edifício Lumnia

A Cushman & Wakefield foi selecionada pela Avenue para a comercialização, em regime de arrendamento, do edifício Lumnia parte integrante do projeto EXEO Office Campus, no Parque das Nações.

7/14/2021

lifestyle portugal
Cushman & Wakefield revela que mais de um terço dos investidores imobiliários querem investir no mercado hoteleiro

Mais de um terço dos investidores imobiliários pretendem comprar hotéis na Europa, de acordo com a última publicação da Cushman & Wakefield, Hotel Investor Beat. Apesar da crise no setor do turismo e das viagens, causada pela COVID-19, 21% dos investidores admite reduzir o investimento no setor hoteleiro e apenas 10% colocaram os seus planos em stand-by.

7/13/2021