Share:

Alegria One - Novo projeto de escritórios e retalho na Praça da Alegria, em Lisboa

5/26/2021

A EastBanc, empresa de promoção e gestão imobiliária, especializada na aquisição, remodelação e gestão de ativos imobiliários, acaba de iniciar a comercialização do seu novo projeto Alegria One, numa das principais artérias da principal avenida da cidade de Lisboa. A Cushman & Wakefield ficou com a comercilização, em regime de arrendamento, dos escritórios e das lojas.

 

Com o projeto de arquitetura da autoria de Eduardo Souto de Moura, este projeto dará uma nova vida a um edifício icónico de uma das principais avenidas de Lisboa. Este é mais um projeto de reabilitação da EastBanc, que representa um investimento total de 11 milhões de euros.

 

O Alegria One nascerá num edifício repleto de história, construído no final do século XIX, que serviu mais tarde de residência à família Keil até meados do século XX. Posteriormente, na década de 1970, tornou-se um destino obrigatório dos amantes de eletrónica por funcionar aqui uma das primeiras empresas que vendia componentes eletrónicos no país, a DIMOFEL.

 

O projeto de reabilitação irá manter as três fachadas do antigo edifício e todos os elementos arquitetónicos que o caracterizam, e transformará este espaço num edifício de escritórios de topo com amplos espaços, sem pilares, uma loja única voltada para a Avenida da Liberdade e ainda um restaurante com ampla área exterior, mesmo no centro da Praça da Alegria.

 

O edifício conta com uma área de construção total de 2.800 m2 e, após a intervenção, terá 7 pisos com um total de 2.200 m2 de área comercial, divididos entre 1.300 m2 de escritórios, um espaço de restauração com logradouro exterior e uma loja de com mais de 400 m2 no piso térreo com 6 m de altura, para além de arrecadações em cave. Em fase avançada de construção, o projeto deverá estar concluído no 3º trimestre de 2021.

 

Para Carlos Oliveira, Partner e Head of Office Agency da Cushman & Wakefield, “o Alegria One é um edifício absolutamente único no coração da Avenida da Liberdade. Com o charme que resulta do cruzamento da fachada histórica e o interior totalmente renovado com a qualidade arquitetónica de Souto Moura, o edifício oferece pisos amplos, muito eficientes e luminosos para uso de escritórios, e uma loja fantástica com duplo pé direito e grande montra para a Avenida. O resultado final é a combinação perfeita de localização, qualidade, eficiência e prestígio”.

 

Alegria 1 Offices Lisbon

CONTACTO PARA A IMPRENSA

Filipa Carmo
Filipa Carmo

Associate Director, Head of Marketing & Communications • Lisbon

Press releases recentes

Lisbon aerial view onto retail street
Confinamento no primeiro trimestre impacta investimento em imobiliário comercial em Portugal

A Cushman & Wakefield apresentou hoje os dados mais recentes relativos à atividade de investimento imobiliário comercial em Portugal. O ano de 2021 ficará indubitavelmente marcado pelo forte impacto da pandemia no setor, com uma quebra no volume de investimento no primeiro semestre do ano na ordem dos 69%. 

7/19/2021

Offices Lisbon Lumnia
Cushman & Wakefield selecionada para a comercialização do edifício Lumnia

A Cushman & Wakefield foi selecionada pela Avenue para a comercialização, em regime de arrendamento, do edifício Lumnia parte integrante do projeto EXEO Office Campus, no Parque das Nações.

7/14/2021

lifestyle portugal
Cushman & Wakefield revela que mais de um terço dos investidores imobiliários querem investir no mercado hoteleiro

Mais de um terço dos investidores imobiliários pretendem comprar hotéis na Europa, de acordo com a última publicação da Cushman & Wakefield, Hotel Investor Beat. Apesar da crise no setor do turismo e das viagens, causada pela COVID-19, 21% dos investidores admite reduzir o investimento no setor hoteleiro e apenas 10% colocaram os seus planos em stand-by.

7/13/2021